top of page
FLERTES NADA FATAIS.png

​"Flertes nada fatais" -
parte I

A página em nosso site com uma coleção de encontros frustrados e flertes quase letais ...

 

#1 – “PRAZER MORTAL”

“Entrei para um aplicativo de encontros e acabei saindo com um rapaz maravilhoso.

Estava ansiosa para a grande noite: perfumada e montada lá fui eu.

Além da madrugada ter sido decepcionante pelo instrumento dele não bem utilizado, fui obrigada a ouvi-lo roncar sem parar. Quando finalmente peguei no sono, despertei assustada com um estrondo forte e achando que ele estava tendo uma parada respiratória. Sem saber o que fazer, montei nele e iniciei uma massagem cardíaca. Ele deu um berro e saltou da cama, começou a gritar e acordar todo mundo nos quartos vizinhos. Como se não bastasse o escândalo, chamou a polícia e me acusou de tentar matá-lo. Fomos parar na delegacia e tudo isso por uma apneia do sono”.

 

#2 – “CASA COMIGO?”

“Conheci um professor incrível e por sorte da vida (ou azar, socorro) calhamos de trabalhar na mesma escola.

Com dois meses de ficada, ele me chamou para jantar em um restaurante caríssimo e disse que tinha algo muito importante para pedir. Eu achei que era um pedido de casamento, não... era pra fazer um consignado no meu nome.

OBS: paguei a conta toda.”

 

 

#3 – “TROCA JUSTA”

“Uma vez fazendo compras em uma rede de supermercados, conheci uma moça linda e em uma fila grande para o caixa começamos a conversar bastante. Ela estava na minha frente e quando foi passar o cartão não se lembrava a senha e começou a ficar constrangida. Eu vendo o embaraço da moça e como era um compra com poucos itens, resolvi pagar. Grata, fomos até o meu carro no estacionamento, demos uns amassos loucos e nunca mais nos vimos.

Uns três meses depois, troquei de casa e troquei de mercado também e foi quando eu vi aquela mesma moça linda que já estava novamente esquecendo a senha do cartão na frente de um cara desacompanhado.

Eu já vi meninas dançando em boate por quarenta reais, mas aquela ali, aquela ali sim era verdadeiramente astuta...

Sim meus amigos, ela dava o golpe da compra!”

 

#4 – “ROMANCE HERBAL”

“Era gerente em uma academia e achava a recepcionista linda e perfeita.

Chamei ela para sair, todo empolgado, porém, além de não rolar nenhuma conversa agradável, na volta para casa, dentro do carro, percebi um cheiro horrível subindo e para meu espanto vinha da boca dela, um bafo insuportável.

Não via a hora de chegar na casa dela para aquele fedor ir embora com ela.

Quando chegamos na porta, e ela foi descer, muito brava me questionou:

- Ué, não vai me beijar não?

Quase morrendo com a podridão respondi:

- Sou um cara conservador – ela bateu a porta e se foi furiosa.

Afinal, eu era sim um homem muito conservador, estava conservando meu olfato e o livrando do fedor de esgoto.

No dia seguinte, vi uma outra moça linda e parecida com ela, vindo buscá-la e ao chegar perto percebi que era também muito cheirosa, dei uma “boa tarde” bem de perto só para sentir o hálito que saia de sua boca. Uau! Ali o saneamento bucal era feito com sucesso ...

Eu: gerente, fichas de funcionários: disponíveis, tratei a mandar mensagem para a irmã menta, a qual saímos por diversas vezes e nos tornamos noivos, mas é claro que a “irmã bafão” nunca gostou muito disso.

Até hoje nos almoços de domingo em família, ela se aproxima de mim e insiste para que eu fique perto dela, que não tem problema, não preciso ficar constrangido por já termos saído e que seu pai não achará ruim.

Moça, mal sabe você que meu único constrangimento é ter que inalar seu odor de fezes bucais e das diversas discussões que tenho com seus parentes que me seguram para não te dar um kit escova de dente, fio dental e enxaguante bucal”

bottom of page